Robison Kunz

5 Erros Comuns de quem tem a Fotografia como Profissão

Workshop . Picada Café - RS

 

 

Nos últimos anos tenho conversado com muitos fotógrafos, seja em meus cursos pelo país e no contato com outros colegas e percebi que uma galera vem enfrentando algumas dificuldades parecidas na carreira.

Portanto, trago uma reflexão que vai abrir seus olhos para alguns erros que as vezes cometemos sem nem notar, e também algumas dicas para aplicar na sua jornada. Vem comigo?

 

 #1 Você esquece que também é um empreendedor 

Sempre que amamos aquilo que fazemos nos dedicamos de corpo e alma e nos tornamos acima da média. Mas só fotografar e impactar as pessoas com a nossa fotografia não basta mais, é preciso entender que para vivermos de fotografia e fazermos aquilo que amamos precisamos conseguir pagar nossas contas.

Dinheiro não é sujo! Meus pais foram educados com a velha frase: “não toca nisso, dinheiro é sujo, meu filho”. Levei um tempo até conseguir acabar com esse pensamento e entender que dinheiro assim como qualquer coisa no mundo, para ser bom ou ruim, depende de como e por quem é usado.

Saber administrar, gerir, organizar, vender, pode parecer chato, mas você precisa entender que a fotografia é sua profissão e sua ferramenta para melhorar de vida.

Fotografamos bem, recebemos por isso e ainda temos tempo para nos inspirar e melhorar ainda mais a nossa fotografia, assim o ciclo se fecha com maestria!
Dica 01: Não tenha medo de vender a sua arte.

Dica 02: Use um sistema ou programa de gestão para o seu negócio.

 
#2  Você não otimiza o seu tempo de trabalho

Sabe todos aquele dias que você fez “terceiro turno”? Aquelas várias horas de trabalho seguidas? Será que de fato elas estão sendo bem aproveitadas? 

Levei um tempo até descobrir que passei boa parte da minha carreira tendo orgulho de dizer que trabalhava muito, de 12 a 14 horas por dia, e nos finais de semana, com casamentos de 12 a 16 horas. Até que percebi que depois das minhas 10 horas de trabalho durante a semana, ficava rodando de uma tarefa para a outra, entrando nas redes sociais a cada trinta minutos e burlando o sistema, mentindo para mim mesmo que estava trabalhando duro.

Não confunda ocupar-se com produzir! Tome muito cuidado com o “falso trabalho duro”.

Dica 01: Organize logo pela manhã uma lista de tarefas para o dia, e só “relaxe” depois de cumprir todas elas.

Dica 02: Comece o dia cumprindo a tarefa mais difícil da sua lista!

 

 #3 Você não trabalha o seu marketing

Todos me perguntam como fiz para me tornar conhecido no Brasil, mesmo morando em uma cidade de 5 mil habitantes no interior do Rio Grande do Sul. E a resposta é sempre a mesma: Mostre quem você é na internet.

“Tempo é dinheiro”, logo, se você não tem dinheiro, mas tem tempo, pode transformar esse tempo em dinheiro. Quando comecei, investi muito tempo na internet. Foi quando todos os meus 999 amigos do Orkut souberam que o Robison não era mais um atleta, e sim um fotógrafo.

Provavelmente você não se acha preparado para publicar o seu trabalho na internet, mas lembre-se, “feito é melhor que perfeito” então mostre para as pessoas o melhor que é capaz de fazer HOJE! O segredo é tornar-se melhor todos os dias.

Dica 01: Poste todos os seus trabalhos, se as pessoas não souberem que você existe na fotografia, nunca irão lhe achar!

Dica 02: Tenha um bom site, isso é requisito básico para um fotógrafo.

 

#4 Você não coloca sua autoria no trabalho

Me tornei fotógrafo quando percebi que poderia fotografar não somente o que o meu pai mandava, mas também aquilo que eu gostava.

Você fotografa igual a todo mundo! As pessoas estão cansadas de ver tudo igual, como o seu coleguinha, vizinho e amiguinho fotógrafo. Faça mais que isso, fotografe também aquilo que você enxerga de diferente, aquilo que lhe chama a atenção e tenha coragem de mostrar isso para as pessoas!
Você um cara alegre? Engraçado? Sério? Calmo? Agitado? Gosta de cores? Formas? Movimentos? Pessoas? Objetos? Comece a pensar o que lhe chama a atenção e fotografe isso!

Entenda daquilo que irá fotografar. Está aí um dos maiores conselhos que posso dar a você. Entender de fotografia apenas fará de você um fotógrafo geral, mas entender sobre aquilo que ama e gosta de fotografar é o que lhe tornará especialista e único.

Dica 01: Não tente agradar o mundo.

Dica 02: Mostre de forma constante aquilo que você gosta!

 

#5 Você não aproveita o caminho

Quando moleque, sempre fui atleta. Fiz natação, andei muito de skate e fui medalhista brasileiro no atletismo, mais precisamente nos 400m com barreira. Corri muito até a linha de chegada e tinha ela como objetivo.

O tempo de atleta se foi e conheci a fotografia. Logo assumi ela como minha profissão e estilo de vida, e aos poucos, mais devagar do que gostaria, entendi que a fotografia é bem diferente do atletismo, não tem linha de chegada. Então, cuidado com o imediatismo. Ele pode lhe cegar em busca de um falso objetivo, seja ele o sucesso, dinheiro ou fama.

Comemore as pequenas conquistas, assim o caminho se tornará bem mais leve, divertido e inspirador!

Afinal de contas, A FOTOGRAFIA NÃO TEM LINHA DE CHEGADA, ENTÃO CURTA A VIAGEM!

aula de fotografia

Deixe seu comentário,compartilhe!

Veja mais